+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

TIM É PROCESSADA EM R$ 10 MIL POR TOCAR 'LEPO LEPO' EM CELULAR DE CLIENTE

TIM É PROCESSADA EM R$ 10 MIL POR TOCAR 'LEPO LEPO' EM CELULAR DE CLIENTE

TECNOLOGIA

As operadoras de telefonia móvel são abusadas, arrogantes, prepotentes e agem com total destemor as LEIS que protegem os consumidores.

Uma das piores situações de constrangimento causadas pelas Operadoras de Telefonia aos seus proprios USUÁRIOS, é a insistência de ENVIAR MENSAGENS com PROPAGANDA ENGANOSA, coisas do tipo, mas, sem dúvidas, ter um serviço não contratado te dando dor de cabeça deve ser uma das piores coisas possíveis – principalmente quando você fica numa situação bem delicada em função disso.

Foi o que aconteceu com um usuário da TIM, que processou a empresa depois que, sem autorização e sem contratação, a música "Lepo Lepo" foi colocada como sua chamada de espera.

Na ação, a juíza Silvana Albuquerque, do Tribunal de Justiça de Alagoas, chegou a destacar o trecho que era executado toda vez que alguém ligava para o cliente e aguardava ele atender a ligação:

"Eu não tenho carro, não tenho teto, e se ficar comigo é porque gosta, do meu rá rá rá rá rá rá rá o lepo lepo".

A culpa da OPERADORA, segundo a juíza, foi constatada a partir de um serviço não contratado por parte do usuário.

Como consequência, ela condenou a OPERADORA TIM a pagar R$ 10 mil Reais em DANOS MORAIS para o rapaz, que afirma ser cliente da TIM de longa data e que tentou diversas vezes, sem sucesso, cancelar o serviço.

Ele chegou a receber, inclusive, uma mensagem de que a prorrogação por mais um mês havia sido confirmada, mesmo não tendo solicitado.

A decisão da magistrada, inclusive, justificou os danos da seguinte forma

"Vemos que o autor foi alvo de críticas em seu meio profissional, por ter passado a ideia de um profissional 'medíocre', além de sofrer certa reprovação, pois concomitante com o ocorrido houve o falecimento de seu padrasto, sendo então reprovado por aqueles pertencentes ao seu meio social, que julgavam estar o autor alheio ao sofrimento da família em razão da perda do ente querido".

A TIM bem que tentou oferecer R$ 4 mil como reparação, mas o rapaz não aceitou.

A decisão da justiça, no entanto, é de primeira instância e cabe recurso.

JORNAL DO CENTRO/BR

DO TAMANHO DO BRASIL

21.05.16