+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

TERCEIRIZAÇÃO NO HOSPITAL DE PICOS PASSA POR AUDITORIA DO TCE/PI

TERCEIRIZAÇÃO NO HOSPITAL DE PICOS PASSA POR AUDITORIA DO TCE/PI

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) está realizando auditoria na gestão do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) no Hospital Regional Justino Luz, em Picos (310 quilômetros ao sul de Teresina).

A medida foi anunciada durante a sessão plenária desta quinta-feira (5), e será feita por uma equipe da Dfae (Diretoria de Fiscalização da Administração Estadual).

Trata-se da segunda etapa de auditoria aprovada no final do ano passado por proposição do conselheiro Kennedy Barros. 

Ele explicou que a inspeção vai levantar os valores dos repasses transferidos pelo Governo do Estado ao IGH, organização social da Bahia que assumiu a gestão do Justino Luz em outubro do ano passado, e verificar como esses recursos estão sendo aplicados no hospital e na assistência à saúde da população de Picos e de cidades vizinhas que buscam atendimento no local.  “A auditoria vai basicamente levantar a qualidade dos gastos realizados pelo IGH no hospital e quanto o Instituto recebeu até agora do Estado”, disse Kennedy Barros. 

Ele observou que o processo de terceirização do Hospital Justino Luz, iniciado no ano passado, vem sendo acompanhado de perto pelo TCE-PI, Ministério Público do Trabalho e Justiça do Trabalho.

A realização da auditoria foi anunciada depois de sustentação oral do procurador Leandro Maciel, do Ministério Público de Contas do TCE-PI.

Ele defendeu a medida como forma de verificar quanto foi aplicado até agora em Picos e se esses gastos resultaram efetivamente na ampliação e melhoria do atendimento de saúde da população. 

Os demais conselheiros concordaram com a proposta.

Kennedy Barros explicou que a auditoria já estava prevista em decisão do TCE-PI do final do ano passado, quando foi aprovada inspeção no contrato de gestão do Estado com o IGH.

“A auditoria no contrato foi feita e agora vamos para a segunda fase, que é verificar como este contrato está sendo executado”, explicou.

Leandro Maciel alertou que só nos primeiros quatro meses deste ano o Estado já empenhou R$ 5,6 milhões para o IGH, conforme dados do Siafem (Sistema Integrado de Administração Financeira para Estados e Municípios).

Ele lembrou que em 2015, o orçamento executado pelo Governo no Hospital Justino Luz foi de R$ 8,3 milhões, contra R$ 6,9 milhões em 2014. Proporcionalmente, em quatro meses deste ano já foram gastos cerca de 70% de todas as despesas do ano passado.

“É importante sabermos por que houve esse aumento e como esses recursos estão sendo efetivamente aplicados”, defendeu Leandro Maciel.

JORNAL DO CENTRO/PI

DO TAMANHO DO BRASIL

20.05.16