+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

TEMER DETERMINA DEMISSÃO EM MASSA DE PETISTAS COM CORTE DE DESPESAS

TEMER DETERMINA DEMISSÃO EM MASSA  DE PETISTAS COM CORTE DE DESPESAS

POLÍTICA

Temer determinou a demissão de todos os petistas que ocupam cargos no Governo Federal, por conta deste fazerem uso dos cargos para promover um grande 'CLIMA DE GUERRA', e atrapalhar o trabalho da presidência.

Um assessor de Temer que não quis se identificar, afirmou à reportagem do Portal do Centro em Brasília/DF, que os servidores petistas agem de modo proposital para atrapalhar os trabalhos da presidência na condução do País rumo à recuperação economica.

Por conta disto, o presidente Michel Temer determinou a demissão de todos os servidores petistas do segundo e terceiro escalões do governo Federal.

O clima é de muita apreensão e fúria contra Temer.

A assessores ligados à presidência da República afirmam que o "clima de guerra" foi instalado nas dependências do governo Federal em Brasília.

Michel Temer decidiu não amolecer diante do grande número de servidores petistas, que ainda ocupam indevidamente os cargos na administração pública federal, apenas para fazer política de esquerda nos corredores do poder.

Temer ordenou energicamente que os funcionários ligados ao Partido dos Trabalhadores(PT), sejam demitidos em caráter de extrema urgência.

Todos devem entregar  seus cargos nas próximas horas.

A maioria dos postos de trabalho que ainda têm funcionários ligados à gestão da ex-presidente afastada Dilma Rousseff(PT-RS), se encontram no segundo e terceiro escalões da República.

QUADRO DE SERVIDORES LIGADOS AO PT

Temer solicitou ainda que o governo realize um minucioso levantamento do número de postos ocupados por servidores que foram contratados por indicações políticas do PT, com a ordem expressa de removê-los desses cargos com extrema agilidade.

Segundo um auxiliar da equipe de Temer, há um grande número de secretarias e diretorias ocupadas por comissionados petistas, e, de acordo com o auxiliar da presidência,"esses funcionários estão atrapalhando o andamento da gestão, ocasionando um "clima de guerra" por mera disputa de poder para prejudicar o Brasil.

Oficialmente, o governo Temer afirma que os quadros devem ser preenchidos por funcionários de perfil técnico nos postos de trabalho, porém, sabe-se que há um número expressivo de cargos que, por serem de segundo e terceiro escalões, são cobiçados por partidos aliados de Michel Temer. 

A ex-presidente afastada, Dilma Rousseff(PT/RS), também deverá enfrentar um corte no número de seus funcionários, tudo por conta da invasão do escritório da presidência da República na avenida paulista em São Paulo, por comunistas ligados ao PT, do MTST e outros anarquistas da esquerda.

Temer pretende que haja uma revisão no número de servidores petistas que trabalham para Dilma, no Palácio da Alvorada.

O presidente solicitou que o Ministério da Casa Civil realize um estudo jurídico, com o intuito de verificar o abuso  no número de assessores pagos com recursos federais para assessorar a ex-presidente afastada, Dilma Rousseff)PT-RS).

A comunista Dilma conta com 36 auxiliares, sendo 31 deles, do gabinete da Presidência e cinco são ajudantes de ordem.

JORNAL DO CENTRO/DF

DO TAMANHO DO BRASIL

09.06.16

VOCÊ PODE ESCREVER SUA OPINIÃO?   É DIREITO SEU!