+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Terça
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sábado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previsão 7 Dias

PRISÃO DE VEREADORES ESVAZIA CÂMARA

PRISÃO DE VEREADORES ESVAZIA CÂMARA

POLÍTICA | FAXINA GERAL

PRISÃO DE VEREADORES ESVAZIA CÂMARA

Todos os vereadores de Centralina(MG), foram presos por receber DIÁRIAS DE VIAGENS que nunca utilizavam para tal fim.

Todos os vereadores de uma pequena cidade mineira, Centralina, há 668 km de Belo horizonte foram presos entre os dias 19 e 21 de Janeiro  de 2016.

O responsável pelas prisões foi o Ministério Público de Minas Gerais, que empenhou acirrada investigação contra a corrupção dentro da camara muncipal contra todos os vereadores, os quais recebiam desviavam o dinheiro público na certeza da impunidade.

Eles praticaram crimes de:

1) DESVIO DE DINHEIRO PÚBLICO;

2) ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA;

3) PECULATO;

4) LAVAGEM DE DINHEIRO.

No dia 19 de Janeiro, quatro membros do Legislativo Municipal de Centralina (MG) foram conduzidos para a cadeia, e no dia 21 de Janeiro, outros 5 vereadores corruptos.

A OPERAÇÃO VIAGEM FANTASMA, batizada pelo MP/MG e conduzida pelo GRUPO DE ATUAÇÃO ESPECIAL DE CONTROLE AO CRIM ORGANIZADO(GAECO), revelou sem precedentes o tamanho da corrupção dentro da pequena cidade mineira, a juit tempo sendo praticado pelos políticos que pensavam ficar impunes.

O Ministério Público mineiro  investigou crimes de corrupção praticados por politicos de carreira(profissionais), que são vulneráveis e comuns acontecer em todos as Câmaras de Vereadores do País.

Esta atuação exemplar do Ministério Público, abre precedentes em todo o país, para que as Camaras de Vereadores sejam investigadas com punição exemplar contra os corruptos. É a Faxina Geral acontecendo no Brasil.

Além dos vereadores, servidores da Camara Municipal de Centralina(MG) também foram presos por prática AÇÕES CRIMINOSAS contra o erário público.

Os quatro primeiros vereadores presos já foram soltos, mas antes renunciaram ao cargo e fecharam acordo para ressarcir os cofres públicos.

Foram presos ainda um ex-vereador, hoje em prisão domiciliar, e um ex-servidor da Câmara.

JORNAL DO CENTRO

28.01.16

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO!