+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

MAIS UM GOLPE COMUNISTA CONTRA O CIDADÃO TERESINENSE

MAIS UM GOLPE COMUNISTA CONTRA O CIDADÃO TERESINENSE

MOBILIDADE URBANA

MAIS UM GOLPE COMUNISTA CONTRA O CIDADÃO TERESINENSE

A prefeitura de Teresina destruiu numa lapada só, mais de 5 km do único corredor de PEDESTRES e de CICLISTAS teresinenses, construído em toda a extensão da Avenida Miguel Rosa para atender a preservação do Meio Ambiente e para uso diário dos trabalhadores que necessitam da via alternativa para chegar ao trabalho ou em outras localidades.

Mais uma vez, um novo GOLPE COMUNISTA é dado contra os cidadãos teresinenses, que já vivem assombrados com tanta violência na capital do estado do Piauí, a qual se tornou a 15° cidade mais violenta do mundo.

A prefeitura de Teresina, por meio da STRANS (Companhia Municipal de Trânsito e Transportes), vem apresentando ações incompatíveis com as necessidades reais da população de Teresina, usando e abusando de sua função pública e da máquina administrativa para promover o caos na MOBILIDADE URBANA, e, a Desordem nas Vias Públicas por meio de transtornos desnecessários.

Ou seja, o prefeito de Teresina Firmino Filho(PSDB-PI), deixa de cuidar e melhorar tudo aquilo que a cidade de Teresina tem, para se meter a fazer o que ela ainda não tem.

A STRANS e o prefeito Firmino Filho(PSDB-PI), ainda não chegaram com providencias eficientes nos bairros afastados de Teresina, nem mesmo no próprio Centro da Cidade, alvo de abandono e descaso público deles mesmos.

Quem duvidar, não perderá por esperar as próximas publicações no PORTAL DO CENTRO.

Porém, como se trata de um ano eleitoral, onde o próprio prefeito com ideologia de centro esquerda irá tentar a reeleição no eminente pleito eleitoral, a ordem é encher a cidade de OBRAS FARAÔNICAS E ELEITOREIRAS, prejudicando os  principais pontos de acesso público, o avanço social, econômico, turístico, de infraestrutura, entre outros.

A destruição de toda a extensão do único corredor de PEDESTRES e de CICLISTAS da avenida Miguel Rosa em Teresina, e de uma só vez, se configura como uma medida inconseqüente, que beira a um GOLPE DE COMUNISTA contra a cidade, já que o prefeito é de um partido de ideologias de centro esquerda.

Golpe Comunista por quê?  

Porque não se faz uma obra pública com a magnitude de 5 Km de via, acabando com a possibilidade de locomoção ou de tráfego normal dos PEDESTRES, CICLISTAS e de CADEIRANTES, e de uma só vez.

Todos estão sendo obrigados a se arriscar no trânsito louco de Teresina, buscando alternativas que não existem, a não ser voltar a andar de ônibus na frota da empresa dos mandachuvas de Teresina, a empresa DOIS IRMÃOS TURISMO, que recentemente colocou os pés na parede para bloquear o direito da empresa maranhense TIMON CITY, de oferecer ônibus modernos com sistema WI-FI, TV DIGITAL, RÀDIO FM, AR CONDICIONADO e garantia de viajar sem lotação com acentos confortáveis, pagando só R$ 2.00 na passagem.

Mas sobre isto, vamos tratar nas próximas publicações.

Segundo alguns engenheiros entrevistados pelo PORTAL DO CENTRO, se a intenção é destruir e reconstruir um novo CORREDOR DE PEDESTRES E CICLISTAS, contemplando os valores da preservação do MEIO AMBIENTE e ainda, de um planejamento de PAISAGISMO para deixar a cidade mais agradável, a obra poderia ser iniciada com foco em cada canteiro.

Isto porque, se percorrermos a avenida Miguel Rosa, do Balão da Avenida Presidente Getúlio Vargas até o cruzamento com a Avenida Joaquim Ribeiro, poderá se comprovar que o número de trabalhadores é insuficiente para o tamanho da obra, que enquanto ociosa, servirá de CARTÃO POSTAL do SUBDESENVOLVIMENTO URBANO DE TERESINA, na trágica gestão do PSDB do prefeito Firmino Filho.

A quebradeira do corredor deveria ser feita em módulos e seguindo a regra do: QUEBRANDO E REFORMANDO DE IMEDIATO.

Com isto, a MOBILIDADE URBANA da cidade de Teresina não seria tão prejudicada, muito menos os PEDESTRES, CICLISTAS E CADEIRANTES ou DEFICIENTES, que necessitam da via alternativa para o percurso diário ou de trabalho.

Pena que os teresinenses são pessoas pacatas, que dizem amém para tudo, com altíssima capacidade para suportar a pressão de serem enganados, perseguidos, humilhados, desrespeitados em seus direitos básicos e constitucionais, incluindo o direito de ir e vir, afrontados, fragilizados e golpeados covardemente por uma gestão política desumana, inconseqüente e totalitária do PSDB do prefeito Firmino Filho.

E diante disto, as próximas publicações mostrarão o tamanho do congestionamento na avenida Miguel Rosa, causado pela OBRA FARAÔNICA E ELEITOREIRA de destruição do CORREDOR de PEDESTRES e de CICLISTAS como via alternativa.

Os efeitos negativos são inevitáveis, tais como:

1)    Atraso no percurso;

2)    Maior consumo de combustíveis;

3)    Maior  emissão de poluentes pelo escapamento dos veículos;

4)    Mais stress durante a viagem;

5)    Prejuízos por conta dos atrasos de percurso;

6)    Possibilidade de acidentes na via;

7)    Queda no movimento dos lojistas da Miguel Rosa;

8)    Subdesenvolvimento Urbano, Turistico, Economico e Social;

9)    Desgate em potencial da imagem do prefeito Firmino Filho(PSDB),

o qual dificilmente será reeleito por conta de suas inequívocas e desastradas ações administrativas.

O que comprova a argumentação do povo, de que toda gestão tucana prestigia "as zelites"(forma em que o povo fala nas ruas).

JORNAL DO CENTRO TERESINA/PI
DO TAMANHO DO BRASIL
14.01.16

 

CURTA NOSSA PÁGINA E RECEBA NOTÍCIAS EM TEMPO REAL 

 https://www.facebook.com/portaldocentroteresina.pi/