+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

FUNAI PROMOVE CONFLITOS E INVASÕES DE TERRAS

FUNAI PROMOVE CONFLITOS E INVASÕES DE TERRAS

AGRONEGÓCIO

FUNAI PROMOVE CONFLITOS E INVASÕES DE TERRAS

O CENTRO-OESTE DO BRASIL ESTÁ EM GUERRA

O Abuso de Autoridade e Incentivo a conflitos é a marca do governo de Dilma Rousseff/PT.

O desenvolvimento do Brasil está sendo atrapalhado pelo governo comunista da era Lula/Dilma/PT.

No Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a FUNAI tenta a todo custo promover expropriações ilegais de terras, passando por cima do DIREITO DE PROPRIEDADE dos FAZENDEIROS, AGRICULTORES e PRODUTORES RURAIS, além de FAMÍLIAS HUMILDES que vivem no campo.

O governo comunista de Dilma/PT desafia o Brasil com todas as letras, e, está fazendo “os diabos”, para colocar a nação de joelhos diante o seu PLANO DE PERPETUAÇÃO NO PODER.

Segundo os proprietários de terras no Centro-Oeste do Brasil, a FUNAI, de forma covarde, ilegal, comunista e sem nenhuma autorização judicial, USA A FORÇA e APOIO DA FORÇA NACIONAL, para invadir propriedades privadas de FAZENDEIROS, AGRICULTORES, PRODUTORES RURAIS e FAMÍLIAS HUMILDES que compraram com suão do trabalho sua terra, vivendo até então com tranquilidade nas zona rural.

Tudo acontece com a conivência do GOVERNO FEDERAL, que na sua sanha por PODER PELO PODER, coloca a disposição da FUNAI a Escolta Armada da FORÇA NACIONAL com metralhadoras e armamento pesados, como forma de INTIMIDAÇÃO de trabalhadores e proprietários de terras, homens de bem e desarmados, que junto com suas famílias produzem e promovem o desenvolvimento do Brasil.

Para dar segurança ao abuso de autoridade de agentes da FUNAI, com objetivo dos asseclas do poder terem proteção em suas ações arbitrarias e ilegais, o Governo Federal Comunista assegura a presença da FORÇA NACIONAL , que acaba fazendo um papel ridículo e inverso ao seu DEVER DE OFÍCIO CONSTITUICIONAL, consolidando o desvio de função em ações ilegais para FINS POLÍTICOS COMUNISTAS do governo Dilma/PT.

A FUNAI está na mira do povo brasileiro e sofrerá as consequências merecidas pela sua postura comunista, quando em sua função pública, desvia-se do foco da CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988, para incentivar conflitos entre índios e proprietários de terras no Mato Grosso e Mato Grosso do sul, Centro-Oeste do brasil.

No vídeo, fazendeiros registram as imagens de líderes Indígenas dentro do carro da FUNAI,  os quais  atuam contra nossos PATRIOTAS FAZENDEIROS, AGRICULTORES, PRODUTORES RURAIS E FAMÍLIAS DO CAMPO.

Os carros para uso da FUNAI são de propriedade da NAÇÃO BRASILEIRA(DA UNIÃO), e comprados com dinheiro público de nossos impostos, não para serem USADOS E ABUSADOS de forma ilegal, tendenciosa, comunista e para fins políticos do Governo Dilma/PT, Transportando índios em empreitadas maquiavélicas contra o DIREITO DE PROPRIEDADE.

Não haverá justiça no Brasil, enquanto o povo não mostrar a sua fúria contra a corrupção e desmandos do governo comunista de Dilma/PT

O projeto comunista do PT está a todo vapor.

E segue com ações de expropriação de terras conquistadas com o suor do trabalho de pessoas que lutaram a vida inteira, ou em gerações passadas para ter o DIREITO A SUA PROPRIEDADE RURAL OU URBANA.

Abram os olhos povo Brasileiro.

Enquanto isto, as forças armadas continuam domesticadas e dominadas, sob o extremo comando comunista de Dilma Rousseff/PT

Até quando estes generais serão cúmplices das ações comunistas do PT no governo de Dilma Rousseff?

Até quando o Brasil assistirá calado ao  MASSACRE CONTRA CIDADÃOS BRASILEIROS E PATRIOTAS de nosso pais?

INTERVENÇÃO MILITIAR FEDERAL JÁ

https://www.facebook.com/regimemilitar

JORNAL DO CENTRO

07.09.15

 

 

AGRONEGÓCIO  

por Aldo melo

No último domingo (13/09/15), os moradores da comunidade Santa Clara, em União, realizaram através da Associação de moradores da localidade a 2ª Feira da Agricultura Familiar, onde na oportunidade foram comercializados produtos variados de alimentação.

O evento contou com apoio dos seguintes órgãos: Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de União, Fetag, SDR, Emater e Prefeitura Municipal.

De acordo com o membro do conselho fiscal da associação da localidade, o senhor Pequeno, a feira contou com cinco bancas de vendas.

“Nossa preocupação não é com o número de bancas, mas em melhorar a inda a qualidade dos produtos da feira. É um evento que acontece uma vez no ano, onde aproveitamos pra fazer esta festa da agricultura familiar, não é uma festa de um produto, mas sim a festa de vários produtos, onde reúne todos os produtos, onde envolve várias comunidades que comercializa, discute e troca informações com os demais”. Explicou.

“Quero colocar aqui pra vocês, que este evento tem uma grande importância.

Primeiro porque é o momento onde a comunidade apresenta para outras, o que eles produzem, o que eles plantam, o que eles criam.

E essa é a oportunidade para se fazer essa relação comercial, porque aqui, além de apresentar os produtos se faz também à comercialização.

Percebemos que nestas feiras existe a oportunidade que o trabalhador tem de apresentar uma forma de estar burlando a crise, tanto falada, tanto discutida.

O trabalhador rural, o agricultor familiar, ele está também aqui mostrando alternativa de como sair desse momento de dificuldade, apresentando seus produtos , sua produção.

Aqui também acontece uma coisa interessante que é  esta relação institucional.

A gente percebe que o nosso governo tem essa marca de estar com as instituições fazendo este apoio as entidades, a agricultura familiar, que é muito forte no Piauí, ela é sustenta grande parte das pessoas que vive no campo”. Falou José Barros, Superintendente Institucional da Secretaria de educação.

Na imagem abaixo, Pereira-Diretoria SDR e José Barros-Superintendente Institucional-SEDUC.

 JORNAL DO CENTRO UNIÃO/PI
DO TAMANHO DO BRASIL
15.09.15
" />