+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

DILMA ESTÁ SITIADA. RENAN E JORGE VIANA FORAM RETIDOS EM BARREIRA MILITAR

DILMA ESTÁ SITIADA. RENAN  E JORGE VIANA FORAM RETIDOS EM BARREIRA MILITAR

DEFESA NACIONAL

Renan Calheiros/PMD-AL, presidente do Senado Federal, junto com o seu vice-presidente, o senador petista Jorge Viana/PT/AC, agendaram uma visita numa noite de quinta-feira (19.05.16) à ex-presidente afastada do cargo, Dilma Rousseff/PT-RS, no Palácio da Alvorada, em Brasília.

Eles foram ao Palácio da Alvorada para atender o pedido da própria ex-presidente Dilma Rousseff, que solicitou o encontro.

Essa seria a primeira reunião entre eles, após ela ter sido afastada do cargo de presidente da República. 

Ao chegarem a BAREIRA MILITAR, os parlamentares foram retidos pelos militares já próximos ao Palácio do Jaburu, local onde reside em Brasília o presidente da república interino, Michel Temer.

O acesso à ex-presidenta Dilma Rousseff (PT-RS), no Palácio do Alvorada, está sendo fortemente controlado pelo Exército Brasileiro.

Para ir ao outro lado, é preciso se identificar primeiro.

O nome do visitante é passado por rádio para o chefe da segurança, que verifica uma lista pré-estabelecida e, se for o caso, autoriza a entrada. Profissionais da imprensa estão proibidos de passar por enquanto.

PETISTAS PROTESTAM CONTRA A BARREIRA MILITAR.

Segundo a senadora petista Glaisi Hoffmann, por meio de uma postagem na rede social americana,"ninguém pode visitá-la, sem autorização prévia do vice-presidente Michel Temer/PMDB-SP."

A residência do presidente Michel Temer fica no mesmo caminho da residência da ex-presidente Dilma Rousseff.Renan Calheiros e Jorge Viana não foram autorizados à passarem em um primeiro momento.

Só depois de alguns telefonemas, os agentes de segurança receberam a autorização dos superiores para liberar o acesso aos parlamentares.

O vice presidente do Senado fez uma reclamação oficial, e pediu encarecidamente que as autoridades mudem este comportamento e liberem as visitas à Dilma Rousseff.

Para Viana, "o fato de ter sido retido é, no mínimo, estranho," e ele afirmou que chegou até mesmo a identificar-se como senador, assim como fez Renan Calheiros, mas de nada adiantou.

Foi necessário aguardar a autorização militar para que eles pudessem prosseguir até a residência de Dilma.

Viana informou que foi retido por duas vezes em três dias na mesma BARREIRA MILITAR, fez pronunciamento na tribuna do senado federal, chegandoa postar o conteúdo nas redes sociais. Assista:

DESEPERO DO SENADOR JORGE VIANA NO SENADO FEDERAL:

O senador Jorge Viana (PT-AC) denunciou, em seu pronunciamento ao plenário na última quinta-feira (19.05.16), o cerco que está sendo imposto à presidenta Dilma Rousseff.

Isso porque o Palácio do Jaburu, onde vive o  presidente Michel Temer, e cuja entrada fica 100 metros antes, passou a ser protegido por um grande contingente armado.

“Ninguém chega ao Palácio da Alvorada sem cair na armadilha de uma barreira, antes do Palácio do Jaburu. Vejam só em que país nós estamos vivendo”, protestou Viana.

Ele e Renan Calheiros, chefe de um dos três poderes, tiveram que esperar um longo tempo para serem autorizados a transpor a barreira criada por Temer.

“Se querem pôr barreira no Palácio do Jaburu, podem, devem até.

Mas não custava nada deixar uma das faixas livres, porque lá na frente tem a barreira do Palácio da Alvorada. Veja que situação nós estamos vivendo”, ponderou o senador.

“Eles têm controle absoluto de qualquer pessoa que queira ter algum tipo de contato com a presidenta Dilma. Isso significa que a presidenta eleita está sitiada? Que país é esse?”, protestou.

JORNAL DO CENTRO/DF

DO TAMANHO DO BRASIL

31.05.16