+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

CHEGOU A HORA DAS FORÇAS ARMADAS TOMAREM O PODER

CHEGOU A HORA DAS  FORÇAS ARMADAS TOMAREM O PODER

DEFESA NACIONAL

CHEGOU A HORA DAS  FORÇAS ARMADAS TOMAREM O PODER

A pergunta nacional é:

Como é que as FORÇAS ARMADAS poderiam tomar o PODER da mãos de Dilma Rousseff/PT, se elas estão submissas às ordens de um comunista a frente do Ministério da Defesa Nacional, a citar, Aldo Rebelo,deputado Federal do PC do B (Partido Comunista do Brasil) ?

A resposta direta e reta veio dos lábios do jurista Ives Gandra Martins, o qual afirma o seguinte:

"No momento em que um dos Poderes esteja em questão, no caso o EXECUTIVO, sendo ele um dos elementos que esteja perturbando a ORDEM, quem vai definir não é mas a Presidente da República, que está em questão. Quem passa a restabelecer a Lei e a Ordem, são os Comandantes Militares. E são os Comandantes Militares que assumem o Poder no Brasil.

Se estiver em jogo a Presidência da República, quem vai equacionar o processo são os Comandantes Militares. E não mais o Ministro da Defesa, que é apenas um órgão comandado pela Presidência da República", pontuou o jurista Ives Gandra.

A OPERAÇÃO LAVA JATO E A ZELOTES são as verdadeiras ferramentas de FAXINA GERAL no Brasil, iniciadas pelo Judiciário do Paraná na pessoal do heróico cidadão brasileiro, o NOBRE JUIZ SÉRGIO MORO.

Estas operações revelaram ao Brasil e ao mundo como funcionava o maior esquema de corrupção da história política do Planeta, e como disse Dilma Roussef/PF, "das galáxias". kkkkkkk

Dilma Rousseff/PT, chefe do Executivo Nacional, foi citada 11 vezes na Operação Lava Jato por réus indiciados e presos por Crimes de Corrupção, lavagem de dinheiro, entre outros delitos identificados pelos desvios da Petrobrás.

As revelações trazem a baila o repasse de 3% dos lucros da Petrobrás ao PT(Partido dos Trabalhadores e 2% ao PP(Partido Progressista), que mantinham seus homens de confiança no Conselho da Petrobrás.

Além disso, a participação de donos de grandes empreiteiras e do empresário André Esteves, dono do Banco Pactual BGT, presos por envolvimento nos esquemas de corrupção na Lava Jato.

Os impactos das prisões dos "poderosos do Brasil", abalou a estabilidade da corrupção sistêmica dentro da Executivo Nacional, das duas Casas Legislativas( Senado e Câmara), e ainda, repercutiu dentro do Supremo Tribunal Federal(STF), que trabalha com 8(oito) ministros indicados pelo ex-presidente Lula, ou seja, dos 11 ministros, apenas 3 não estão lá por influencia do PT.

 Esta última análise se agrega ás decisões monocráticas, tendenciosas ou arbitrárias do STF, o qual invadiu a competência da União, segundo o jurista Ives Gandra, em decisões que não eram de sua conta, para privilegiar réus na Lava Jato, prejudicar os trabalhos do juiz Sérgio Moro e ainda, diminuir o poder das casas legislativas.

Isto comprova que a DESORDEM JURíDICA está instalada nos TRÊS PODERES.

O presidente do Senado Federal Renan Calheiros/PMDB/AL, é alvo de investigações em andamento pela Polícia Federal, por conta de inquéritos criminais instaurados pelo Ministério Público Federal, sob acusações de Falsidade Ideológica, Falsificação de Documentos, Lavagem de Dinheiro e Peculato.

O presidente da Câmara dos Deputados Federais, Eduardo Cunha/PMDB-RJ, também é alvo de inquéritos instaurados pelo MPF, com acusações de comandar uma quadrilha criminosa dentro da câmara, manter conta bancária no exterior, não declara a Receita Federal, além de Corrupção e Lavagem de Dinheiro.

Não existem mais desculpas para as Forças Armadas, na pessoa de seus comandantes militares, para continuarem omissos e negligentes com a nação brasileira, com os valores patrióticos, negligenciando a função pública, prevaricando-se contra o próprio dever constitucional.

As FORÇAS ARMADAS demonstram estar adormecidas ou dominadas pela ação do governo comunista de Dilma Rousseff/PT.

O que não se pode dizer o esmo com relação as manifestações da NAÇÃO PATRIÓTICA BRASILEIRA, que vai às ruas para exigir seus direitos constitucionais, dentre eles a INTERVEÇÃO MILITAR FEDERAL, como instrumento de restabelecimento da LEI e da ORDEM, usurpadas pela corrupção nos 3(Três) Poderes.

Pode-se dizer que o GIGANTE ADORMECIDO não é o POVO, mas o Exército de Brasileiro Caxias-RJ ou do Brasil, dominado por comandantes que estão muito a quem dos GENERAIS DURÕES da época do regime militar.

Homens incorruptíveis, firmes, comprometidos com a LEI e a ORDEM, fies combatentes das ideologias esquerdistas dos comunistas que ai estão, e que deixaram o seu legado pelas ações implacáveis em defesa dos interesses da NAÇÃO PATRIÓTICA BRASILEIRA.

Mas os comunistas não perdem por esperar as novas manifestações que acontecerão nos próximos dias, com o boneco do NOBRE GENERAL NOURÃO inflado, o qual representa um ícone da Ética, da Moral, do DESPERTAR DA LUTA PATRIÓTICA, e ainda, da resistência revolucionária em defesa do Direitos Constitucionais.

A corrupção não pode ser via de regra no Brasil, e muito menos se manter IMPUNE, ainda mais, sendo respaldada pelos TRÊS PODERES constituídos (EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO), que a utilizam como ferramenta para perpetuação no poder pelo poder, idolatrando ideologias esquerdistas arquitetadas pelo Foro de São Paulo e da UNASUL.

JORNAL DO CENTRO

16.01.16.

GENERAIS ESTÃO SUBMISSOS AOS EMINENTES RÉUS DA LAVA JATO

 A Operação Lava Jato está prestes a derrubar o Ministro da Defesa do Brasil, o comunista Aldo Rebelo/PC do B/SP, o Ministro da Casa Civil Jaques Vagner/PT-BA e o senador Aécio Néves/PSDB-MG

O incêndio na floresta da corrupção em Brasília se dá pela prisão de Pedro Correia, ex-presidente do PP (Partido Progressista), condenado a 20 nos de prisão na Lava Jata, o qual assumiu a delação premiada com o Ministério Público Federal, trazendo informações que podem comprometer até 100 figurões da política nacional, capaz de comprometer aproximadamente dois ministros do atual desgoverno de Dilma Roussef/PT: Jaques Wagner, da Casa Civil  e Aldo Rebelo da Defesa, além do senador mineiro Aécio Néves/PSDB-MG.

Preso em Curitiba, Corrêa foi condenado a 20 anos de prisão sob acusação de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema da Petrobras.

A sentença aponta recebimento de R$ 11,7 milhões em propina.

O ex-deputado federal por Pernambuco já havia sido condenado a sete anos de prisão no processo do MENSALÃO.

1. Desvios na campanha

O nome de Jaques Vagner  foi mencionado ainda na Operação Mensalão pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, que apontou desvios da Petrobras em favor de sua campanha ao governo da Bahia em 2006, mediados pelo então presidente da estatal José Sérgio Gabrielli. Ambos negam

2. Troca de mensagens
Em mensagens com o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, Wagner trata de doações à campanha do PT em Salvador em 2012 e promete interceder pela empresa.

Wagner diz agir pelo interesse da BA e do Brasil.

Essa bandidagem só está a agir dessa forma com a certeza da impunidade e imagina contar com a proteção massiva das Forças Armadas.

Agora é oficial as denuncias de corrupção contra Jaques Wagner, Aldo Rebelo e Aécio Neves, além de mais 97 políticos que serão indiciados nos próximos dias pela Lava ato.

O que se pode perceber com as revelações de corrupção do Ministro da Defesa e da Casa Civil, ambos ocupantes do cargo de comandantes civis das FORÇAS ARMADAS, é que isto é a pólvora acesa para explodir a CASERNA DOS MILITARES.

Os generais das Forças Armadas batem continência e são submissos ao comando supremo da presidente comunista Dilma Rousseff/PT, segundo o artigo 142 da Constituição Federal de 1988.

Artigo este que deveria ser atualizado patrioticamente de forma bilateral por meio de uma emenda constitucional, já que se trata se um item leonino da lei, ou seja, que coloca de forma indiscriminada a atribuição exclusiva de comando total das Forças armadas, nas mãos do presidente da república, ainda que este seja comunista, corrupto e corruptor, terrorista e promotor da desgraça de toda a nação, conforme o artigo 85 da Constituição Federal de 1988, que diz:

Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra: 

I - a existência da União; 

II - o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação; 

III - o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais; 

IV - a segurança interna do País; 

V - a probidade na administração; 

VI - a lei orçamentária; 

VII - o cumprimento das leis e das decisões judiciais. 

Parágrafo Único: Esses crimes serão definidos em lei especial, que estabelecerá as normas de processo e julgamento

Além disso, os generais optaram em dar o mau exemplo ás tropas de Cadetes da Aman, da Escola Naval da Marinha e dos Jovens aspirantes da Força Aérea Brasileira, os quais juraram defender a pátria em quaisquer circunstancias.

Essa tragédia na destruição da Lei e da Ordem, com total desequilíbrio entre as relações dos  poderes constituídos, Executivo, Legislativo e Judiciário, reafirma o sucesso as implantação de um poder político comunista no Brasil nos moldes de Cuba, arquitetado na perpetuação do poder pelo poder.

Diante disto se torna notório a legalidade que a população tem em ir as ruas exigir a Intervenção Militar Federal, motivados pelo artigo 1° da Constituição Federal que diz:

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos OU DIRETAMENTE, NOS TERMOS DESTA CONSTITUIÇÃO.

E agora Forças Armadas do Brasil, a quem vocês servem?

JORNAL DO CENTRO

10.01.16

" />