+35
°
C
+38°
+27°
Teresina
Segunda, 07
Tera
+37° +21°
Quarta
+38° +22°
Quinta
+38° +23°
Sexta
+37° +27°
Sbado
+37° +25°
Domingo
+36° +26°
Ver Previso 7 Dias

UNIÃO DÁ RESPOSTA DURA À OAB-PI CONTRA AFASTAMENTO DO CAPITÃO LUZ

UNIÃO DÁ RESPOSTA DURA À OAB-PI CONTRA AFASTAMENTO DO CAPITÃO LUZ

MANIFESTOS

Um grande manifesto aconteceu na tarde do dia 25.03.17 (Sábado) na cidade de União, há 59 km de Teresina com percurso estimado de 1h e 2min. 

População de União saiu às ruas Contra O Abuso da OAB-PI,a qual pediu o afastamento do comandante militar, Capitão Miguel Luz, que deu VOZ DE PRISÃO ao advogado Glaydson Viana de Carvalho por DESACATO À AUTORIDADE.

Publicado por Portal do Centro União.PI em Domingo, 26 de março de 2017

A sociedade de União se revoltou contra o ABUSO DE AUTORIDADE dos advogados da cidade, que segundo estes populares, a IMPUNIDADE DOS CRIMINOSOS DE ALTA PERICULOSIDADE só se mantém, graças a ação da advocacia em favor do CRIME ORGANIZADO.

A SOCIEDADE DE UNIÃO ainda pretende fazer um MANIFESTO ainda maior para que o CNJ ( Conselho Nacional de Justiça) inicie uma ampla investigação no JUDICIÁRIO DE UNIÃO através da POLÍCIA FEDERAL, com vista à supostas VENDA DE SENTENÇAS em favor do CRIME ORGANIZADO. 

Se realmente isto for adiante, a cidade de UNIÃO estará declarando GUERRA CONTRA a IMPUNIDADE que vem tirando a LIBERDADE, a DIGINIDADE SOCIAL e a  TRANQUILIDADE de seus cidadãos, a mercê de uma CRISE INSTITUCIONAL que se consolida quando a POLÍCIA PRENDE OS CRIMINOSOS e o JUDICIÁRIO DE UNIÃO os devolve às ruas para praticar crimes ainda piores. 

O MANIFESTO ganhou ainda mais forças quando a ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/PIAUÍ (OAB-PI) protocolou dois processos pedindo o afastamento do POLICIAL MILITAR, CAPITÃO MIGUEL LUZ, à frente do comando da 2º Companhia da Polícia Militar de União/PI, braço do 16º Batalhão de José de Freitas, o qual assumiu os trabalhos desde o dia 09.02.17(Quinta-Feira).

Para os unionenses, chegou a hora da FAXINA GERAL acontecer na cidade, já que segundo eles, "uma parcela significativa de advogados vivem as custas do dinheiro pago pelo CRIME ORGANIZADO, o qual não mede esforços para permanecer IMPUNE junto à sentenças do JUDICIÁRIO DE UNIÃO."

Ainda segundo populares da cidade de União, "a cidade virou um esconderijo para os CRIMINOSOS que há muitos anos promovem a VENDA DE DROGAS, FURTOS, MORTES, TERROR e PÂNICO à esta sociedade que nem mais pode  ficar nas portas de suas próprias casas ou viajar de União à Teresina com segurança.

Os processos da OAB-PI assinados pelo seu presidente, CHICO LUCAS, justificavam que o afastamento do POLICIAL MILITAR era necessário simplesmente pelo fato dele ter dado VOZ DE PRISÃO e colocar ALGEMAS no Advogado Glayson Viana de Carvalho, OAB/PI: 4.442em face deste ter DESACATADO A AUTORIDADE POLICIAL do CAPITÃO LUZ, chegando a uma situação tensa de até EMPURAR o agente da LEI que não atendeu argumentos do advogado pela LIBERAÇÃO de uma Motocicleta de sua cliente, apreendida em uma BLITZ DE TRÂNSITO, segundo os fatos comprovados.

O cumprimento do DEVER DE OFÍCIO LEGAL do CAPITÃO MIGUEL LUZ não está sendo observado pela OAB-PI, que ao assumir uma postura de parcialidade faz vistas grossas aos fatos contraditórios como manda a Constituição Federal entre outras LEIS, inclusive contrariando o próprio Código de Postura da própria instituição.

A OAB-PI se antecipou precipitadamente sem reconhecer que o CONTRADITÓRIO deveria ser  elucidado por meio de uma análise investigativa, e a partir disto, a tomada dos devidos processos legais de forma coesa com a FUNÇÃO INSTITUCIONAL e não PARCIAL ou TENDENCIOSA.

Sem considerar os tramites legais, o presidente da ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/PIAUÍ (OAB-PI), Chico Lucas, protocolou junto ao Comandante Geral da Polícia Militar do Estado, o CORONEL CARLOS AUGUSTO, na tarde do dia 21.03.17 (Terça-feira)  duas representações disciplinares na Corregedoria da Polícia Militar do Estado do Piauí, sendo uma delas  em face  do CAPITÃO MIGUEL LUZ LEAL e dos POLICIAIS MILITARES LEONARDO ARAÚJO, MANOEL DE JESUS, FRANCISCO CARLOS NEVES e DAVID FRANCISCO  SANTOS terem dado VOZ DE PRISÃO ao Advogado Glayson Viana de Carvalho, OAB/PI: 4.442 por DESACATO À AUTORIDADE POLICIAL, conduzindo-o até a CENTRAL DE FLAGRANTES DE TERESINA para registrar o TERMO CIRCUNSTÂNCIADO DE OCORRÊNCIA (TCO).

O presidente da OAB-PI protocolou as duas denuncias contra o CAPITÃO LUZ e MILITARES DA GUARNIÇÃO, alegando “conduta abusiva por parte dos militares contra advogados no exercício de suas profissões.” 

Para o povo de União, as denúncias ou processos da OAB-PI contra o MILITAR CAPITÃO LUZ e MILITARES DA GUARNIÇÃO em questão, representam apenas uma mera queda de braços ou meio de INTIMIDAÇÃO contra os trabalhos da POLÍCIA MILITAR DO PIAUÍ, expressas pelas AÇÕES EXEMPLARES DA 2º COMPANHIA DA PM DE UNIÃO na PRESERVAÇÃO DA LEI E DA ORDEM PÚBLICA da cidade.

Junto com o presidente da OAB-PI estavam o Dr. Adailto Silva, marido da vereadora ORCIVANE ALVES COELHO (PHS-31/PI), o secretário geral da OAB-PI, Lucas Villa e Leonardo Carvalho, os advogados de União: Gleyson Viana de Carvalho, Bráulio Roberto, Neerias Cavalcante  e Sérgio Lobão, conforme imagem abaixo.

ENTENDA A CRISE ENTRE MILITARES, OAB-PI E O

ADVOGADO GLAYSON VIANA DE CARVALHO, OAB/PI: 4.442. 

No dia 17.03.17 ( Sexta-feira) várias motocicletas sem placas, com documentação atrasada, condutores sem habilitação e sem portar capacetes, foram apreendidas em um BLITZ DE TRÂNSITO na BARREIRA DA POLÍCIA MILITAR DE UNIÃO. 

O CLIMA ficou ainda mais tenso durante a transferência das motos apreendidas no posto policial de união para o DETRAN de Teresina. 

O advogado Gleyson Viana de Carvalho exigiu que a moto de propriedade de uma de suas clientes fosse deixada na cidade, o que não foi aceito pelo CAPITÃO MIGUEL LUZ que já teria registrado os autos de infração. 

Mediante a resposta dura do CAPITÃO LUZ ao advogado Gleyson, uma grande discussão se iniciou no local. 

O advogado tentou afrontar o DEVER DE OFÍCIO LEGAL da PM, por meio de agressões verbais, bate boca e empurrões no CAPITÃO LUZ, que não se intimidou. 

Diante do DESACATO À AUTORIDADE POLICIAL, o comandante deu VOZ DE PRISÃO ao advogado que foi ALGEMADO e conduzido até o 2º CIA de União para acalmar os nervos e ser levado à CENTRAL DE FLAGRANTES DE TERESINA. 

No procedimento MILITAR, o advogado permaneceu incomunicável por um período de DUAS HORAS em uma sala do QUARTEL. 

O advogado Gleyson Viana de Carvalho afirma ter solicitando a presença de outro advogado para contestar judicialmente a ilegalidade da prisão, o que segundo ele foi negado pelo CAPITAO LUZ. 

O advogado entrou com uma QUEIXA-CRIME junto à OAB-PI, com propósito de afastar o CAPITÃO MIGUEL LUZ e os POLICIAS MILITARES DA GUARNIÇÃO:  LEONARDO ARAÚJO, MANOEL DE JESUS, FRANCISCO CARLOS NEVES e DAVID FRANCISCO  SANTOS, alegando que “passou a sofrer duras violações de sua honra e dignidade, até a chegada de outros advogados que pediram a soltura do colega de classe.”

JUIZA TOMA PARTIDO E DESACATA COMANDANTE DA PM 

 Em União a juíza da cidade, Elfrida Costa Belleza Silva,foi até o quartel da Polícia Militar onde estava preso o advogado infrator, tentando COAGIR a Autoridade Policial para conduzir em seu próprio veículo o preso por desacato à autoridade policial, o que gerou mais bate boca do que respeito às leis e a imagem da magistratura. Assista: 

Juíza de União no Piauí, Eufrida Costa Belleza Silva, foi filmada por MILITARES tentando COAGIR o comando da PM contra a prisão do advogado Glayson, preso por DESACATO À AUTORIDADE.

Publicado por Portal do Centro União.PI em Domingo, 26 de março de 2017

O vídeo que circula nas redes sociais e pelo whatsapp, mostra a juíza aos gritos tentando COAGIR o comandante da Polícia Militar, CAPITÃO MIGUEL LUZ, para não levar na viatura policial o advogado preso, Glayson Viana de  Carvalho, até a CENTRAL DE FLAGRANTES de Teresina, onde seria instaurado inquérito de ABUSO DE AUTORIDADE.

A juíza tentou interferir na prisão do mesmo, e aos gritos com os policiais afirmou: "Eu sou a juíza! E ele vai no meu carro.”

Militares que presenciaram os fatos contaram à reportagem do PORTAL DO CENTRO UNIÃO que o CAPITÃO MIGUEL LUZ por força das circuntancias, deu VOZ DE PRISÃO ao advogado Glayson Viana de Carvalho devido à vias dos fatos caracterizadas por tentativa de AGRESSÃO CORPORAL e DESACATO.

Segundo eles, o advogado Glayson teria tentado o agredir o CAPITÃO LUZ dentro do Quartel da 2º Companhia de Policiamento Militar, e por conta disto, foi imediatamente contido e algemado pelo os militares.

Diante de tal situação, a juíza de Direito da Comarca de União, Elfrifa Costa Belleza Silva, deslocou-se até o quartel da PM para tentar evitar a prisão do advogado infrator, usando o seu poder de magistrada.

Mesmo diante de um novo DESACATO À AUTORIDADE POLICIAL do MILITAR CAPITÃO MIGUEL LUZ, desta vez vindo de uma magistrada, o comandante da 2º Cia/16º BPM não se intimidou prosseguido legalmente com as ações necessárias aos fatos.

A POPULAÇÃO DE UNIÃO RECONHECE A

CREDIBILIDADE DO CAPITÃO MIGUEL LUZ

Desde que assumiu o comando da 2º CIA/16º BPM em União, o CAPITÃO LUZ conseguiu prender traficantes perigosos, reduzir a criminalidade em 90%, dando à população de União um novo fôlego de esperança e tranqüilidade.

O que agradou à muitos, também desagradou apoucos caracterizados por uma parcela significativa de advogados a serviço das ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS.

Segundo populares “tais advogados estão muito irritados com as prisões dos FORAS DA LEI, já que se beneficiavam do dinheiro pago pelos CRIMINOSOS para soltá-los, liberando motos e carros apreendidos pela Policia Militar, além de sempre dar um jeitinho brasileiro para assegura a IMPUNIDADE em União.”

Com a chegada do CAPITÃO LUZ, a brechas foram fechadas para os advogados e CRIMINOSOS, colocando a PM bem alinhada com procedimentos administrativos corretos e ações eficazes no patrulhamento Ostensivo, Preventivo e Repressivo.

Todos os veículos utilizados pelos CRIMINOSOS em assaltos e outros tipos de CRIMES estão sendo identificados e presos pela PM.

JORNAL DO CENTRO

DO TAMANHO DO BRASIL

UNIÃO/PI

26.03.17